Thumb_perversao-a-forma-erotica-do-odio

Perversão: a forma erótica do ódio

Robert J. Stoller

Perversão: a forma erótica do ódio, do psiquiatra norte-americano Robert Stoller, é um clássico contemporâneo, que permitiu uma volta à razão na discussão sobre as diferenças sexuais. Stoller apresenta, em linguagem clara, o mais completo e revolucionário modelo descritivo para compreender as variações da sexualidade humana e as chamadas perversões (homossexualidade, sadismo, masoquismo, travestismo, fetichismo, promiscuidade), não apenas em sua origem, mas também em suas funcionalidades.

Thumb_poesia-vaginal-cem-sonnettos-sacanas

Poesia vaginal – cem sonnettos sacanas

Glauco Mattoso

Poesia vaginal – cem sonnettos sacanas, de Glauco Mattoso, possui, nas palavras do próprio (e em sua grafia particular) “o differencial e o ineditismo [em relação às outras seleções da minha obra] de sahir de uma tara especifica e incluir todos os temas do pornô classico”. Ou seja, tudo o que se imagina que se faz na cama – e muito do que não se imagina...

Thumb_oliver-twist

Oliver Twist

Charles Dickens

Oliver Twist, um dos maiores clássicos da literatura inglesa, foi publicado originalmente em forma de capítulos seriados, nos anos 1830. Isso explica a história ser cheia de “ganchos”, ou situações de suspense, que se resolvem no capítulo seguinte. O resultado é um livro dramático, baseado na dura infância do autor, repleto de ação, emoção e peripécias, que envolvem o pequeno órfão Oliver Twist, e também o leitor.

Thumb_o-livro-dos-dragoes

O livro dos dragões

Ovídio

Nas histórias reunidas neste livro, o leitor encontrará a figura do dragão em suas mais diferentes versões literárias: da antiguidade clássica de Ovídio trazemos o monstro inimigo de Perseu, da Europa medieval vem o dragão cristianizado com seu inseparável inimigo São Jorge, e depois os dragões moderados, pacifistas e divertidos da modernidade, que reinventa esses personagens míticos.

Thumb_a-demanda-do-santo-graal

A demanda do Santo Graal

A demanda do Santo Graal, à venda com exclusividade na Livraria Cultura, é um volume que reúne a fundição de lendas celtas e germânicas a um "tempo mítico", cuja raiz mais antiga é o Velho Testamento. Pode-se dizer, tratando-se de ocidentais, que todos conhecem a "lenda do rei Artur e dos cavaleiros da Távola Redonda". Mas isso esconde uma realidade paradoxal: a de que poucos a conhecem de fato.

Thumb_contos-hungaros

Contos húngaros

Vários

Dez contos inéditos de quatro dos autores mais representativos da literatura húngara compõem esse livro. Gyula Krúdy, Dezsö Kosztolányi, Géza Csáth e Frigyes Karinthy fornecem um impressionante panorama da maestria da prosa húngara do início do século XX, representando tanto a última geração a amadurecer antes da Primeira Guerra até a primeira geração de escritores a colaborarem com a revista Nyugat.

Thumb_contos-classicos-de-vampiro

Contos clássicos de vampiro

Vários

O livro reúne os primeiros e os mais importantes textos sobre a clássica figura do vampiro – esse mito surgido do caldeirão cultural, étnico e religioso do Leste Europeu, que há séculos fascina a cultura ocidental.

Thumb_um-retrato-do-artista-quando-jovem

Um retrato do artista quando jovem

James Joyce

A obra de James Joyce foi toda ela um gigantesco “work in progress”, uma “obra em progresso” ou “em progressão” (expressão criada por ele próprio para se referir ao Ulysses quando ainda em criação). Essa obra começa com os contos de Dublinenses, em que Joyce testa seus “músculos literários” com a narrativa tradicional, e avança para a obra anterior e preparatória ao Ulysses: Um retrato do artista quando jovem.