Que horas são? | Catástrofes do jornal

Img_7759


Mais do que manchetes jornalísticas, os livros Crônicas do crack e Refugiados de Idomeni são uma realidade. Lançados no calor da hora & no auge da crise, ambos fazem parte da Que horas são? — coleção que reúne nove títulos com abordagem profunda, desenvolvida e consciente do que lemos todos os dias em artigos surperficiais.

Thumb_cronicas-do-crack

Crônicas do crack

Luis Marra

“Crônicas do Crack” é um livro de relatos – em formato de crônica, conto ou depoimentos estilizados – que retrata de maneira literária as experiências de usuários de drogas psicoativas, mais efetivamente o crack, a partir de depoimentos que o autor colheu ao longo de 15 anos nos quais vem trabalhando como médico na Zona Leste de São Paulo.

Thumb_refugiados-de-idomeni

Refugiados de Idomeni

Gabriel Bonis

 Durante os sete meses em que trabalhou no campo de refugiados de Idomeni (Grécia), no auge da crise humanitária que assolou o continente, o pesquisador e especialista em direito internacional Gabriel Bonis conviveu com milhares de novos residentes, sírios em sua maioria, e decidiu contar a história trágica desse pequeno vilarejo perdido entre a fronteira da Grécia e Macedônia.