Política

Thumb_1964

1964: do golpe à democracia

1964: do golpe à democracia reúne textos e depoimentos inéditos de vários protagonistas da história brasileira recente, e também dos principais pensadores políticos contemporâneos. Além de intelectuais que vivenciaram o golpe da 1964 e os “anos de chumbo”, e hoje trabalham na restauração do sentido histórico dos acontecimentos e na indicação dos responsáveis pelos atos da ditadura militar, também comparecem pesquisadores que, em trabalhos recentes, trazem novas perspectivas para o debate.

Thumb_manifesto-comunista

Manifesto comunista

Karl Marx e Friedrich Engels

Manifesto comunista, publicado em 1848, é um dos textos mais influentes do mundo. Expõe o programa da Liga dos Comunistas, que encomendou o texto, e, contando com uma análise da luta de classes, tanto a partir de uma perspectiva histórica, quanto contemporânea, trata do período em que se estabelecia o capitalismo e, consequentemente, a burguesia como classe dominante, na Europa do século XIX.

Thumb_universidade-cidade-cidadania

Universidade, cidade, cidadania

Franklin Leopoldo e Silva

A universidade serve para produzir pesquisadores, professores, profissionais ou todos eles? Deve ser democrática ou baseada no mérito? É possível ser ambas as coisas? Deve-se sacrificar uma característica pela outra? Quanta autonomia a universidade deve ter? Quanta inserção social? Vocação de pesquisa ou preparação para o mercado?

Thumb_maio-de-68

Maio de 68

 

Maio de 68 é a nova edição, revista e ampliada, do volume especial da Coleção Encontros, em celebração aos 50 anos do levante que transformou profundamente toda a cultura ocidental. A revolta estudantil nos anos 1967-68 caracterizou-se por seu caráter internacional, pois atingiu países muito diferentes no que se refere ao nível de vida ou ao sistema social ou político.

Thumb_o-desafio-do-lula

O desafio de Lula

Mino Carta e Gianni Carta

Em O desafio de Lula, Mino e Gianni Carta tomam a palavra para expor suas posições sobre os principais acontecimentos que marcam a realidade política nacional. Para eles, o rumo tomado pelo governo brasileiro – voltado exclusivamente para fortalecer os ricos e os super-ricos – explicita a estreiteza da elite econômica nacional, composta pelos “inquilinos da casa-grande”, que não aceitam acordos com o trabalhador. A impossibilidade de um entendimento entre capital e trabalho no Brasil demarca os contornos do cenário atual, para o qual não há saída sem um enfrentamento, um grande abalo social. Nesse sentido, o desafio está posto àquele que é “o único líder popular nacional verdadeiro”: haveria de ser a hora da revolta e apenas Lula seria capaz de engajar o povo brasileiro em um amplo movimento popular pela democracia.

Thumb_a-vida-de-mat

A vida de Mat

Mino Carta

A vida de Mat, quarto romance do jornalista Mino Carta, é sobretudo um livro de memórias. E como em suas obras anteriores (O castelo de Âmbar, 2000; A sombra do silêncio, 2003; O Brasil, 2013), a ficção aqui não deixa de lançar mão de um fundo autobiográfico. Mat — cujo cujo nome deriva de matto, em italiano, louco — vive na Itália, mas percebe que em algum momento de sua existência fora surpreendido por uma mudança súbita.