Poesia

Thumb_eu

Eu

Augusto dos Anjos

Publicado em 1912, Eu seria o único livro de Augusto dos Anjos. Os 58 poemas aqui reunidos causaram enorme estranhamento no ambiente literário do início do século XX e permanecem ainda hoje como exemplares de uma poesia bastante insólita.

Thumb_poesia-vaginal-cem-sonnettos-sacanas

Poesia vaginal – cem sonnettos sacanas

Glauco Mattoso

Poesia vaginal – cem sonnettos sacanas, de Glauco Mattoso, possui, nas palavras do próprio (e em sua grafia particular) “o differencial e o ineditismo [em relação às outras seleções da minha obra] de sahir de uma tara especifica e incluir todos os temas do pornô classico”. Ou seja, tudo o que se imagina que se faz na cama – e muito do que não se imagina...

Thumb_odisseia

Odisseia

Homero

Este poema épico, aqui traduzido por um dos tradutores literários mais prolíficos do século XIX, narra as peripécias vividas por Odisseu em seu retorno de Troia para sua Ítaca natal, onde anseia por rever seu filho Telêmaco e a esposa Penélope. Depois de errar por dez anos, impedido por Posido de retornar para casa, o herói do poema tem que vencer a prepotência dos pretendentes, que permanecem no palácio e dilapidam os bens da família.

Thumb_luminescencia-antologia-poetica

Luminescência – antologia poética

Viatchesláv Kupriyánov

Conhecida em diversas línguas, a poesia de Viatchesláv Kupriyánov é agora apresentada ao leitor brasileiro por Aurora Fornoni Bernardini, que assina a tradução, diretamente do russo, de Luminescência – antologia poética. Nascido em 1939 em Novosibirsk, na Sibéria, Kupriyánov começou a publicar nos anos 1960 enquanto cursava a Faculdade de Tradução do Instituto de Línguas Estrangeiras de Moscou. Se no início de sua carreira seus versos livres (e satíricos) causaram estranhamento aos críticos russos (à diferença dos europeus), hoje Viatchesláv é reconhecido em seu país justamente por ser um dos pioneiros desse estilo.

Thumb_os-sonhos-teus-vao-acabar-contigo-prosa-poesia-teatro

"Os sonhos teus vão acabar contigo": prosa, poesia, teatro

Daniil Kharms

“Os sonhos teus vão acabar contigo”: prosa, poesia, teatro apresenta pela primeira vez no Brasil uma coletânea dedicada a Daniil Kharms (1905-1942), um dos mais talentosos e autênticos escritores da vanguarda russa. Além de textos e poemas selecionados e da série Causos (miniaturas escritas entre 1933 e 1939), a edição, traduzida do original, inclui “A velha”, de 1939, sua única novela, e a peça Elizaveta Bam, de 1928, hoje por muitos considerada um dos marcos do teatro do absurdo. A peça também é um símbolo da ᴏʙᴇʀɪᴜ (Associação para uma Arte Real), grupo de vanguarda do fim da década de 1920 do qual Kharms foi um dos fundadores e cujo manifesto também integra este volume.

Thumb_aulas-de-literatura-russa-de-puchkin-a-gorenstein

Aulas de literatura russa: de Púchkin a Gorenstein

Aurora Bernardini

ʟᴀɴᴄ̧ᴀᴍᴇɴᴛᴏ ― Aulas de literatura russa: de Púchkin a Gorenstein apresenta um rico material que, se não propriamente um panorama das letras russas, está muito próximo disso. Há desde textos dedicados aos românticos, como Aleksandr Púchkin e Nikolai Gógol, até aos contemporâneos, como Ióssif Bródski e Serguei Dovlátov.

Thumb_meninas-que-vestiam-preto

Meninas que vestiam preto

Anne Waldman, Diane di Prima, Elise Cowen, Marie Ponsot e Denise Levertov

Meninas Que Vestiam Preto traz à luz uma amostra da lírica de cinco grandes autoras da geração beat. Famosos pela postura não conformista, inquietante e boêmia, pelo estilo literário experimental e vanguardista, os beats foram precursores do movimento hippie e de toda a agitação cultural da segunda metade do século XX.

Thumb_retrato-de-maiakovski-quando-jovem

Retrato de Maiakóvski quando jovem

Vladimir Maiakóvski

Vladimir Vladimirovitch Maiakóvski (1893-1930) é tido como um dos maiores poetas do século XX. Engajado desde a juventude no movimento revolucionário russo, o autor fez parte do grupo cubofuturista ao lado de outros importantes artistas como Khlébnikov, Karmiênski e Burliuk, e revolucionou também o fazer poético à luz de uma nova expressão artística

Thumb_dito-ao-anoitecer

Dito ao anoitecer

Ingeborg Bachmann

Ingeborg Bachmann (1926-1973) é um dos mais expressivos nomes da literatura em língua alemã do pós-guerra. Austríaca, Bachmann escreveu poemas, romances, peças, ensaios e libretos; sua obra faz coro ao trabalho de Virginia Woolf, Samuel Beckett e Clarice Lispector.

Thumb_cantico-de-orge

Cântico de Orge

Bertold Brecht

Bertold Brecht (1898-1956), poeta e dramaturgo alemão, revolucionou os modos de fazer teatro e poesia por meio de uma nova proposta literária capaz de expressar suas reflexões em torno das desfuncionalidades do sistema capitalista, tornando-se um dos mais influentes nomes na arte e cultura do século XX.