Filosofia alemã

Thumb_sobre-a-utilidade-e-a-desvantagem-da-historia-para-a-vida

Sobre a utilidade e a desvantagem da história para a vida

Friedrich Nietzsche

Publicada em 1874, a segunda das quatro considerações extemporâneas, Sobre a utilidade e a desvantagem da história para a vida, foi definida pelo autor em sua autobiografia, Ecce homo, como sendo o tratado que, através de nossa capacidade de perceber e dar significado ao passado, «traz à luz o que há de perigoso, corrosivo e envenenador da vida».

Thumb_sobre-a-filosofia-e-seu-metodo

Sobre a filosofia e seu método

Arthur Schopenhauer

Esta edição é parte de Parerga e paralipomena, título que pode ser traduzido por “ornatos e complementos” e que foi responsável pela celebridade que Schopenhauer alcançou na segunda metade do século XIX, especialmente entre os artistas. A Hedra publicará a obra completa em seis volumes.

Thumb_pensamento-politico-de-maquiavel

Pensamento político de Maquiavel

Johann Fichte

Publicada originalmente com o título de Sobre Maquiavel como escritor e excertos de seus escritos, esta obra introdutória composta por Fichte, um dos maiores filósofos do idealismo alemão, foi responsável pela revalorização definitiva de Nicolau Maquiavel como fundador da ciência política moderna, livrando-o finalmente de interpretações que o viam apenas como um oportunista.

Thumb_a-monadologia-e-outros-textos

A monadologia e outros textos

Gottfried Leibniz

Uma das principais obras deste importante filósofo do século XVII, acompanhada de textos fundamentais para a sua compreensão. Escrita em 1714, A Monadologia é uma exposição sucinta do pensamento maduro do autor, em que procura sistematizar temas como as substâncias simples ou mônadas, os princípios de verdades; Deus, as criaturas e mundos possíveis; percepções e apetições; concepção da natureza e harmonia entre mente e corpo.

Thumb_cultura-estetica-e-liberdade

Cultura estética e liberdade

Friedrich von Schiller

Em 1793, Schiller, que ao lado de Goethe é um dos maiores poetas alemães, e Príncipe de Augustenburg se corresponderam sobre filosofia e estética. O essencial desta correspondência, contido na presente edição, antecipa o conteúdo de Sobre a educação estética do homem numa série de cartas, considerado o texto mais importante de Schiller sobre o tema.

Thumb_sobre-verdade-e-mentira

Sobre verdade e mentira

Friedrich Nietzsche

Nesta obra, Nietzsche investiga o alcance efetivo da linguagem, sobre a qual se assenta todo o conhecimento da civilização ocidental. Para ele, a confiança do homem moderno no poder das palavras se funda no esquecimento de algo que era evidente quando as criou: elas são apenas uma metáfora para as coisas e jamais poderiam encarnar o seu significado.

Thumb_fe-e-saber

Fé e saber

Friedrich Hegel

Fé e Saber, publicado em 1802, é uma investigação sobre o lugar que o absoluto e o particular, o infinito e o finito, o condicionado e o incondicionado ocupam nas obras de Kant, Jacobi e Fichte. Segundo Hegel, esses três pensadores conduziram à perfeição o “idealismo da finitude”, ao mesmo tempo em que assinalaram as suas limitações teóricas.