Os Hupd’äh têm muitas histórias sobre a gente-sombra. Os homens e mulheres-sombra são muito perigosos e usam roupas coloridas — além de caçar e fazer mal aos Hup. Uma dessas roupas tem cor de sombra, daí seu nome. A gente-sombra causa doenças e pode até matar. Eles comem a carne e o espírito dos humanos. Mas muitos deles são sábios e conhecem cantos, mitos e benzimentos. Os cantos do homem-sombra é a história do encontro de um Hup com um homem-sombra chamado Way Naku.

Os Hupd’äh (que até hoje alfabetizam suas crianças em Hup; muito diferente do português por ser uma língua tonal) vivem em aldeias espalhadas pela floresta amazônica, na região do Alto Rio Negro, fronteira entre o Brasil e a Colômbia. A população total é de aproximadamente 1500 pessoas, vivendo em 35 aldeias diferentes.

Quando estão viajando para visitar parentes em outras aldeias, andam por longos caminhos. Nessas viagens é comum que, além de encontrarem-se com animais, os Hupd’äh se encontrem com outros tipos de gente, como a gente-sombra, a gente-onça e a gente-árvore. Por isso, é preciso tomar cuidado e respeitá-los, para que não façam mal aos viajantes.


Acesse aqui os outros títulos da Coleção Mundo indígena:


Ficha técnica

Número de páginas
32
ISBN
9788577155163
Encadernação
Grampo
Peso
0.055 kg
Ano de lançamento
2016

Compartilhe