Diário de um escritor (1873): Meia carta de um sujeito

Fiódor Dostoiévski

Diário de um escritor reúne mais de mil páginas de ensaios, crônicas e contos que foram produzidos por Fiódor Dostoiévski entre 1873 e 1881 (ano de sua morte).

Originalmente, os textos foram produzidos para sua coluna jornalística de mesmo nome (“Diário de um escritor”), a qual, de início, era publicada pela revista O cidadão e, depois (a partir de 1874), de modo independente em outros periódicos. Foi com essa coluna que Dostoiévski conquistou em sua época mais notoriedade como polemista do que como escritor de romances, tornando-se referência obrigatória no debate público russo.

O interesse pelo Diário, porém, não reside apenas nas polêmicas de seu tempo: em suas páginas, o leitor terá a chance de acompanhar o próprio processo criativo do autor, que “constrói uma teoria estética ao mesmo tempo que a aplica”, como observa Irineu Franco Perpetuo na Apresentação da obra.


A publicação integral do Diário está dividida em quatro partes:

1. Diário de um escritor (1873) – coluna para a revista O cidadão;

2. Diário de um escritor (1876) – coluna independente;

3. Diário de um escritor (1877) – coluna independente;

4. Diário de um escritor (1880–1881) – coluna independente (Adendo: textos avulsos de 1873 a 1878 para a revista O cidadão).


Ficha técnica

Número de páginas
256
ISBN
9788577154746
Encadernação
Brochura
Peso
0.426 kg
Ano de lançamento
2016

Compartilhe