5 resultados para “Aurora Fornoni Bernardini”

Thumb_luminescencia-antologia-poetica

Luminescência – antologia poética

Viatchesláv Kupriyánov

Conhecida em diversas línguas, a poesia de Viatchesláv Kupriyánov é agora apresentada ao leitor brasileiro por Aurora Fornoni Bernardini, que assina a tradução, diretamente do russo, de Luminescência – antologia poética. Nascido em 1939 em Novosibirsk, na Sibéria, Kupriyánov começou a publicar nos anos 1960 enquanto cursava a Faculdade de Tradução do Instituto de Línguas Estrangeiras de Moscou. Se no início de sua carreira seus versos livres (e satíricos) causaram estranhamento aos críticos russos (à diferença dos europeus), hoje Viatchesláv é reconhecido em seu país justamente por ser um dos pioneiros desse estilo.

Thumb_os-sonhos-teus-vao-acabar-contigo-prosa-poesia-teatro

"Os sonhos teus vão acabar contigo": prosa, poesia, teatro

Daniil Kharms

“Os sonhos teus vão acabar contigo”: prosa, poesia, teatro apresenta pela primeira vez no Brasil uma coletânea dedicada a Daniil Kharms (1905-1942), um dos mais talentosos e autênticos escritores da vanguarda russa. Além de textos e poemas selecionados e da série Causos (miniaturas escritas entre 1933 e 1939), a edição, traduzida do original, inclui “A velha”, de 1939, sua única novela, e a peça Elizaveta Bam, de 1928, hoje por muitos considerada um dos marcos do teatro do absurdo. A peça também é um símbolo da ᴏʙᴇʀɪᴜ (Associação para uma Arte Real), grupo de vanguarda do fim da década de 1920 do qual Kharms foi um dos fundadores e cujo manifesto também integra este volume.

Thumb_aulas-de-literatura-russa-de-puchkin-a-gorenstein

Aulas de literatura russa: de Púchkin a Gorenstein

Aurora Bernardini

ʟᴀɴᴄ̧ᴀᴍᴇɴᴛᴏ ― Aulas de literatura russa: de Púchkin a Gorenstein apresenta um rico material que, se não propriamente um panorama das letras russas, está muito próximo disso. Há desde textos dedicados aos românticos, como Aleksandr Púchkin e Nikolai Gógol, até aos contemporâneos, como Ióssif Bródski e Serguei Dovlátov.

Thumb_poesia-russa-seleta-bilingue

Poesia Russa: seleta bilíngue

Poesia russa: seleta bilíngue, livro de artista confeccionado por Fabiola Notari, reúne traduções de Aurora Fornoni Bernardini de poetas russos de diversas épocas, como Aleksándr Púchkin, Mikhail Lêrmontov, Boris Pasternak, Anna Akhmátova, Marina Tsvetáieva, Daniil Kharms e Joseph Brodsky.

Thumb_taraka-o-bigodudo

Tarakã, o bigodudo

Tarakã, o bigodudo foi escrito por Tchukóvski em 1921. Para crianças e adultos, o poema conta a história de um baratão (takanische) que assusta todos os animais da floresta. A crítica delineada pelo autor à sociedade de então não tirou a graça e a musicalidade dessas estrofes tão conhecidas e queridas dos russos.