5 resultados para “Alcir Pécora”

Thumb_sermoes-1

Sermões 1

Antonio Vieira

Os Sermões de Antonio Vieira representam a mais alta prosa já escrita em língua portuguesa. Na síntese de Fernando Pessoa, eles compõem “uma grande certeza sinfônica”. É essa grande sinfonia da língua e seus sentidos que o leitor encontra nestas páginas, justificando o cuidado dispensado a esta edição em dois volumes, organizados por Alcir Pécora (professor de Teoria Literária da Unicamp).

Thumb_sermoes-2

Sermões 2

Antonio Vieira

O poderoso encontro entre a arte e a técnica, a perfeita síntese entre imaginação e intelecto: Antonio Vieira, “o imperador da língua portuguesa”, nas palavras de Fernando Pessoa, alia em seus sermões uma vasta erudição, grande conhecimento do mundo, largueza de temas e de visão, um lúcido realismo e a mais clara beleza da forma, aqui representados em uma rigorosa seleção com seus 50 textos mais importantes.

Thumb_estado-critico

Estado crítico

Régis Bonvicino

O poeta paulistano Régis Bonvicino (1955) iniciou sua carreira literária em 1975. Desde então, consolidou-se como um dos mais importantes nomes da poesia brasileira contemporânea, que atinge uma rara densidade em Estado crítico.

Thumb_combo-sermoes-de-antonio-vieira

COMBO | Sermões de Antonio Vieira

 O COMBO | Sermões de Antonio Vieira reúne ao todo cinquenta sermões do Padre Antonio Vieira, tido por Fernando Pessoa como “o imperador da língua portuguesa”, em duas edições especialmente bem cuidadas, sob organização de Alcir Pécora. Não à toa, o vasto conhecimento do mundo, a sabedoria de nossa língua, o lúcido realismo e a mais clara beleza fonética são o que fazem de Antonio Vieira um real mestre da prosa e retórica em língua portuguesa.

Thumb_indice-das-coisas-mais-notaveis

Índice das coisas mais notáveis

Antonio Vieira

No Índice das coisas mais notáveis, obra inédita do padre Antonio Vieira, foram reunidas pela primeira vez todos as referências a frases notáveis segundo o próprio autor, que as organizou (e que apareceram como apêndice da primeira edição). “O Índice poderia ser descrito como um alentado glossário, com milhares de entradas, artigos ou verbetes [...], acompanhados de frases exemplares, ou abonações de seu uso, extraídas do corpo dos sermões.”